Jefferson Lorençoni de Morais

Acadêmico do curso de engenharia mecânica Universidade Paulista – UNIP

Gerador Magnético

Desde a antiguidade a energia proveniente do movimento dos ventos vem sendo utilizada para mover barcos, moer alimentos e bombear água. Atualmente a força dos ventos ganhou aplicação, em muitos países, na geração de energia elétrica, por exemplo: Estados Unidos, Dinamarca, Canadá, Alemanha, Suécia e China; que são os grandes pioneiros desta tecnologia.

No Brasil a energia elétrica é gerada predominantemente por usinas hidrelétricas que para funcionar necessitam de ações naturais que não conseguimos controlar. Na época de seca os níveis dos reservatórios das hidrelétricas ficam abaixo do necessário para gerar energia suficiente para atender a demanda usual, com isso são acionadas as termelétricas com o intuito de poupar água nos reservatórios. Apesar de as hidrelétricas serem consideradas uma fonte de energia limpa em seu processo de construção há grandes impactos ambientais, tais como alterações de curso de rios e o desmatamento.

Itaipu, maior fonte elétrica do mundo. Fonte – brasil escola

As termelétricas são movidas por combustíveis fósseis como gás natural, carvão, diesel, porém a utilização destes combustíveis gera grande massa de poluição, custo mais elevado, e essas possuem baixo rendimento por causa do alto consumo de combustível e a baixa quantidade de energia gerada.

aumento de demanda nas termoelétricas

Em 2015 a ANEEL (Agencia Nacional de Energia Elétrica) estipulou que as contas de energia passariam a vigorar em um regime de Bandeiras Tarifárias. Essas seriam estipuladas conforme o consumo mensal nos períodos de menor geração de energia pelas hidrelétricas e

A abrangência das bandeiras é definida por regiões do País e o sistema possui três bandeiras tarifárias que indicam o quanto será acrescentado. As bandeiras são:

Bandeira Vermelha: Nos períodos desfavoráveis de geração de energia será acrescido R$ 3,0 para cada 10 kWh utilizados;

Bandeira Amarela: Nos períodos intermediários de geração de energia será acrescido R$ 1,50 para cada 100 kWh utilizados;

Bandeira Verde: Nos períodos favoráveis de geração de energia não serão acrescidos nenhum valor.

Ao longo dos anos, o nível de industrias e população veio crescendo no brasil e mundo.

Com este aumento veio o acréscimo necessário no consumo energético, lembrando que sem energia a economia local de uma determinada região para. Pois a energia ela faz com que o mundo continue girando, então alguns países criou a tarifa de consumo em energia, para ter um controle favorável no consumo de energia.

A geração não está só baseada no nível disponível de reservas. O sistema de geração funciona através de uma fonte externa de trabalho onde então varia um fluxo, criando se então energia. Não adianta temos uma grande fonte em reservas de agua, ou combustível para gerar as turbinas, pois os geradores que geram energia só se conseguem gerar uma certa quantidade máxima de energia, pois aumentando o trabalho dos geradores gera-se somente uma quantidade X não passando disso. Aumentando também o trabalho dos geradores, aumenta as manutenções necessárias em um gerador, como mancais de rolamento, lubrificantes, trocas de rolamentos, aumentando em si o custo na geração.

Gerador Por Levitação Magnética

Está sendo desenvolvido um novo gerador de energia elétrica, pelo o acadêmico em engenharia mecânica Jefferson Lorençoni De Morais, da Universidade Paulista UNIP – Campus Goiânia Flamboyant.

O gerador consiste em um novo desenho esquemático com mudanças nos geradores, como os mancais sendo por levitação magnética não tendo contato com as partes moveis, não tendo o contato não gera atrito, onde aumenta a eficiência no gerador, dispensando se assim a manutenção nos rolamentos.

Imagem explodida do gerador magnético – fonte: autor, 2016 Imãs de neodímio

O gerador consiste em imãs permanentes, e não eletroímãs, que poderiam diminuir seu rendimento líquido, já que uma parte da energia seria gasta para manter esses eletroímãs em funcionamento. Os magnetos permanentes presentes no rolamento e até mesmo no induzido do gerador, são feitos de neodímio – um mineral encontrado na natureza conhecido como “terras raras” largamente muito encontrado em discos rígidos de computadores.

Viabilidade econômica do gerador magnético

Como o gerador consegue gerar uma quantidade de energia maior do que os geradores convencionais, ela é muito mais eficaz e não prejudica o meio ambiente.

O presente projeto consegue gerar uma quantidade de 20% a mais do que os geradores convencionais, e pode aumentar também o seu trabalho na geração. Não prejudicando o seu sistema interno e nem afetando a propriedade mecânica do equipamento, dispensando óleos lubrificante nos rolamentos, trocas de rolamento e manutenção.

Os imãs conseguem produzir seu campo magnético em sua volta por até 500 anos ou mais, dependendo de sua aplicação. O presente projeto será apresentado no ano de 2017 com o intuito de resolver um dos fatores na geração de energia no brasil e mundo.

Comentários