Produção sustentável e beneficiamento

artesanal de café conilon no município de Manaus, IFAM Campus Manaus Zona Leste

*Francisco P. de BRITO JÚNIOR1; Israel M. SANTOS1 ; Flavia C. PAIVA DIAS1 ; Eliana P. ELIAS1

1Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Campus Manaus Zona Leste (IFAM-CMZL); *britojnior@gmail.com

Introdução

Na cafeicultura o cultivo consorciado com espécies arbóreas minimiza a exposição das plantas a riscos

climáticos, como excessos de radiação solar, temperaturas elevadas e ventos excessivos, além de melhorar a fertilidade do solo e reduzir a lixiviação de nutrientes (Figura1). Objetivou-se produzir café Conilon de forma sustentável, através de sistema agroflorestal (SAF) e realizar o seu beneficiamento artesanal.

Figura 3 – Frutos de café sustentável, café torrado em grãos e em pó produzidos e beneficiados artesanalmente no IFAM CMZL, Manaus/AM.

Figura 1 – Cafezal sob plantio de Castanha do Brasil, do IFAM CMZL, Manaus/AM.

Procedimentos Metodológicos

O café foi beneficiado através do processamento úmido no setor de Agroindústria no IFAM CMZL (Figura 2).

Considerações Finais

O monocultivo sombreado de café Conilon sob um plantio de Castanha do Brasil (B. excelsa) produziu um

café sustentável que após o beneficiamento artesanal apresentou uma elevada preferência por degustadores não treinados.

Agradecimentos

Ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Campus Manaus Zona Leste (IFAM/CMZL) e ao ex-servidor, Professor Otto Augusto Sarmento (in memorian).

Referências Bibliográfica

GONÇALVES, E.T.; CARRERO, G.; GROSSI, N.T.; FIGUEIREDO, V. Guia para

Produção de Café Sustentável na Amazônia: Experiência de Apuí (AM).

Piracicaba, SP: Imaflora e Idesam, 2015. 3 p.

SANTOS, R.V.M.; VIEIRA, H.D.; BORÉM, F.M. Desenvolvimento de cenários utilizando um sistema de apoio à decisão para análise de custos da fase pós-

Lavagem e seleção do café Secagem

Despolpa Torrefação Figura 2 – Fluxograma do beneficiamento do café.

Resultados

As amostras A (café sustentável proveniente do sul do

Amazonas) e C (café sustentável do IFAM CMZL) demonstraram maior preferência, ambas apresentando 93,3% de preferência (Figuras 3 e 4).

Figura 4 – Preferência geral do café sustentável produzido e beneficiado artesanalmente no IFAM CMZL, Manaus/AM.

Apoio: SBCTA - Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos

Ciência e Tecnologia de Alimentos

Comentários