Atividades Praticas Supervisionadas - APS - EngBasica R0

Atividades Praticas Supervisionadas - APS - EngBasica R0

(Parte 1 de 2)

CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

História de Alguns dos Filósofos, Físicos e Matemáticos Importantes e seus Pensamentos Científicos.

Jefferson Lorençoni De Morais RA: B49945-1

Rodrigo Ribeiro Mateus RA: B95154-0

Jair Pinto Miranda RA: B57264-7

José Antônio Damião Gonzaga da Silva RA: B53455-9

Goiânia, 2017/1

CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

História de Alguns dos Filósofos, Físicos e Matemáticos Importantes e seus Pensamentos Científicos.

Trabalho dissertativo de curso

apresentado à Universidade Paulista

Campus Flamboyant como exigência

parcial para aprovação no 10º

semestre do Curso de Engenharia Mecânica.

Orientador: Prof. –

Goiânia, 2017/1

RESUMO

Este trabalho tem como proposta a exposição das de ideias, teorias e/ou leis elaboradas por três personagens de grande relevância no âmbito acadêmico, a saber: o filósofo grego Aristóteles, o matemático grego Arquimedes e o físico inglês Isaac Newton.

Cada um destes aqui mencionado inovou o pensamento científico e filosófico de sua época através de seus trabalhos, deixando que seus legados mantenham vivas as suas memórias e, que neste, será apresentado mediante a mostra de suas biografias, importantes feitos, impactos produzidos na sociedade por suas propostas e dissertação sobre os efeitos deste trabalho na formação de seus realizadores, bem como uma discussão sobre a interdisciplinaridade aqui envolvida.

Palavras chaves: Aristóteles, Arquimedes, Isaac Newton.

ABSTRACT

This work has as its proposal the exposition of ideas, theories and / or laws elaborated by three characters of great relevance in the academic field, namely the Greek philosopher Aristotle, the Greek mathematician Archimedes and the English physicist Isaac Newton.

Each of these mentioned innovated the scientific and philosophical thought of his time through his works, letting his legacies keep alive his memories and, in this one, will be presented through the exhibition of his biographies, important achievements, impacts produced in society by His proposals and dissertation on the effects of this work on the training of its directors, as well as a discussion on the interdisciplinarity involved here.

Key words: Aristotle, Pythagoras, Isaac Newton.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 6

FILÓSOFO: ARISTÓTELES 7

Biografia de Aristóteles 7

Principais obras de Aristóteles 9

Teorias de Aristóteles 9

Física aristotélica 9

Elementos 10

Dinâmica 10

A gravidade 11

Sobre o Céu 11

MATEMÁTICO ARQUIMEDES 12

Biografia de Arquimedes 12

Principais obras de Arquimedes 14

Teoria de Arquimedes 14

O Siracusia e o parafuso de Arquimedes 14

O raio de calor de Arquimedes 15

Outras descobertas e invenções 17

FÍSICO ISAAC NEWTON 18

Biografia de Isaac Newton 18

Principais Obras de Isaac Newton 19

Óptica 19

Lei da gravitação universal 20

Primeira lei de Newton ou Princípio da Inércia: 20

Segunda lei de Newton ou Princípio Fundamental da Dinâmica: 20

Terceira lei de Newton ou princípio da ação e reação: 20

CONCLUSÃO 21

Referência Bibliografica…………………………………………………………………………22

INTRODUÇÃO

O conhecimento, desde os primórdios da humanidade, sempre foi objeto de desejo a ser alcançado pelos homens. Tal dádiva, na antiguidade grega creditada à misericórdia dos deuses. Entretanto, independentemente da ligação vinculada ao berço da sabedoria, muitas civilizações se dedicaram a explorar arduamente o que vinha a ser o novo e desconhecido para sociedade de sua época, deixando legados extraordinários que atravessam o tempo e se eternizaram por sua pertinência.

Dentre tais sociedades, destaca-se a comunidade grega onde surgiram os primeiros intelectuais relevantes da história da humanidade, como por exemplo: Pitágoras, Sócrates, Platão, Aristóteles, Arquimedes e muitos outros.

Nesse trabalho falaremos sobre a vida e as teorias do filósofo grego Aristóteles, que nasceu em 384 a.C., na cidade antiga de Está gira, e morreu em 322 a.C. Seus pensamentos filosóficos e idéias sobre a humanidade têm influências significativas na educação e no pensamento ocidental contemporâneo. Aristóteles é considerado o criador do pensamento lógico. Suas obras influenciaram também na teologia medieval da cristandade.

Falaremos também sobre Arquimedes, que nasceu em Siracusa, atual Itália, no ano 287 a.C., um matemático, engenheiro, físico, inventor e astrônomo grego, filho de um astrônomo, que provavelmente o apresentou à matemática. Arquimedes estudou em Alexandria, onde teve como mestre Canon de Samos e, assim, entrou em contato com Erastóstenes. A este último Arquimedes dedicou seu método, no qual expôs sua genial aplicação da mecânica à geometria, desta maneira, “pesava” imaginariamente áreas e volumes desconhecidos para determinar seu valor.

E por final sobre Isaac Newton (1642-1727) que nasceu numa pequena aldeia da Inglaterra, no dia 25 de dezembro de 1642. Nasceu prematuro e ficou órfão de pai. Com dois anos foi morar com sua avó. Era um aluno mediano na escola, mas desde cedo manifestava interesse por atividades manuais. Fez um moinho de vento, que funcionava e um quadrante solar de pedra, que se encontra na Sociedade Real de Londres. Isaac Newton desenvolveu as leis básicas da Mecânica, estudou os corpos celestiais, descobriu a lei fundamental da gravitação, inventou os métodos de cálculo diferencial e integral, e estabeleceu os alicerces de suas grandes descobertas ópticas. Passou o resto da vida científica ampliando essas descobertas. Em 1667, volta para a universidade, torna-se professor de Matemática, sucedendo o professor Isaac Barrow.

FILÓSOFO: ARISTÓTELES

Biografia de Aristóteles

Aristóteles nasceu em Estágira, uma colônia jônica no reino da Macedônia, no norte da Grécia. Seu pai se chamava Nicômaco, era médico do rei Amintas, e deu ao filho ótima estrutura para que os estudos de Aristóteles fosse de boa qualidade.

Ainda com seus 17 anos aos 367 a.C., foi então para a Academia de Platão em Atenas, onde permaneceu por 20 anos, inicialmente como discípulo, depois como professor, até a morte do mestre em 347 a.C.

Pelo fato de ter um pai médico, Aristóteles no entanto se interessava bastante pela natureza e tinha um grande gosto pelos conhecimentos experimentais, ao mesmo tempo teve sucesso como metafísico.

Depois da primeira estadia em Atenas, ficou então ausente por 12 anos, com uma permanência inicial na Ásia menor, onde ficou, ainda solteiro, em uma comunidade de platônicos estabelecida em Assos . Ali ele reinou então sobre Assos e Atarneo, o tirano Hérmias, um guardião encarregado de cuidar do reino, em cuja corte passou três anos.

Casou-se então com sua primeira esposa Pítias,que era irmã de Hérmias, que foi consequentemente morta pelos persas. Após a morte de Hérmias, Aristóteles foi para Mitilene. E então sua primeira esposa veio a falecer, o filósofo casou-se novamente com Hérpilis, com quem teve um filho chamado Nicômaco,e a ele Aristóteles dedicou totalmente o livro “Ética a Nicômaco”.

Entretanto, importantes transformações estavam a ocorrer no mundo helênica, que então se unificou.

Felipe II rei da Macedônia de 356 a 336 a.C. desenvolveu o país também criando um exército muito poderoso. Logo em seguida foi anexando as cidades gregas, aproveitando os velhos conflitos, derrotando finalmente Atenas e Tebas, em Queronéia, 338 a.C. Reuniu então as cidades gregas em uma liga, sob seu comando, no Congresso de Corinto, 337 a.C., influenciando sempre a guerra contra o então grande Império Persa, que ocupava as cidades gregas da Ásia Menor há mais de um século.

Deu-lhe também uma grande oportunidade a Aristóteles, que foi chamado em 343 ou 342 para a corte do rei Felipe II, em Pela, como um educador ao seu filho Alexandre 356 á 323 a.C.. Porém permaneceu nesta função somente por dois anos, depois dos quais aconteceu o totalmente inesperado, o assassinato do rei Felipe II.

Foi assim que Alexandre muito novo, já assumiu o trono, e o lugar de seu pai na Corte, em 336 a.C., tendo apenas 20 anos. Atravessando o Bósforo, partiu em 334 a.C. para a conquista do império persa. Foi de um sucesso espetacular, vencendo a Dario, na Batalha de Granico. Completou sua façanha, indo até a Índia. Estabeleceu sua capital em Babilônia. No Egito fundou a Alexandria, que logo passou à ser um grande centro de cultura. Estava mudada a estrutura política do então mundo conhecido, o que não demoraria a ter repercussão na filosofia.

Sem função na Macedônia, Aristóteles voltou então para Atenas, pelo ano 335 a. C., com Teofrasto, outro homem muito notado pelo sua sabedoria.

Auxiliado sempre por Alexandre que o admirava, Aristóteles fundou o Liceu cerca de 334 a.C. no ginásio do templo de Apolo Liceu. Onde criou sua própria escola no ginásio Apolo Liceu.

Em pouco mais de dez anos depois, Aristóteles fez de sua escola um centro de estudos adiantados , em que os mestres se distribuíam por especialidades, inclusive em ciências positivas.

Alexandre faleceu muito cedo em 323 a.C., com apenas 13 anos de reinado, aumentou o sentimento antimacedônico em Atenas, com Demóstenes ativando o partido nacionalista, a situação se tornou então complicada para Aristóteles.

Além disto, sua filosofia de idéias objetivas não poderia escapar à reação do sacerdote Eurimedote, que o acusava de impiedade. Aristóteles então , sem opções, teve que sair de Atenas, deixando o Liceu sob a direção de Teofrasto.

Isolou-se então na sua casa em Cálcis, de Eubea e ali morreu já no ano seguinte aos 62 anos, por consequência de uma doença de estomago. No entanto o Liceu teve continuidade, como também a Academia de Platão

Uma notícia diz que Aristóteles, o mais ilustre dos discípulos de Platão, "tinha a voz débil, pernas delgadas e olhos pequenos; que vestia sempre com esmero, levava anéis e cortava a barba".

Imagem de Aristóteles

Principais obras de Aristóteles

Teorias de Aristóteles

Podemos encontrar Aristóteles investigando o “ser enquanto ser”. Tal investigação sobre o que são e como são as coisas é fundamental para poder compreender o mundo. Aristóteles aponta quatro elementos que fazem as coisas serem o que são: material, formal, eficiente e final.

É interessante notar que Aristóteles visa superar Platão, seu mestre. Assim como pensa que a essência das coisas está nas próprias coisas. Em ética, Aristóteles discorda da ideia platônica que via as paixões humanas como negativas e que precisavam ser controladas pela razão. Para ele, as paixões humanas não são nem boas e nem ruins. Ruim é quando as paixões são viciosas, isto é, quando estão em excesso ou em falta. Aristóteles pensa que virtude é encontrar uma justa medida entre o excesso e a falta das paixões. Agir corretamente é um treino constante de dosar corretamente as paixões.

No campo político, Aristóteles se preocupou menos com hipóteses de uma sociedade ideal e mais com um estudo dos sistemas políticos e leis existentes em sua época, Aristóteles pensou uma sociedade que não fosse nem totalmente democrática e nem totalmente aristocrática: a política permitiria que os conflitos entre ricos e pobres pudessem ser amenizados.

Física aristotélica

Aristóteles ensinava que os elementos que compunham a Terra eram diferentes daqueles que compunham o céu e o espaço exterior. Segundo ele, a maior parte da dinâmica dos movimentos foi determinada principalmente pela natureza e características próprias das substâncias que constituíam o objeto que realiza o movimento.

Elementos

Aristóteles acreditava que havia quatro principais elementos, ou compostos, que modelavam a Terra: terra, ar, Água e fogo o termo “terra” se refere a um elemento puro que Aristóteles teorizou, e não o planeta Terra real, que é conhecido pela ciência moderna por ser composto por um grande número de elementos químicos e O mesmo vale para as outras terminologias utilizadas. “Ar” se refere a um elemento puro do ar, ao contrário do ar que se encontra na atmosfera terrestre, que também é composto por muitos elementos químicos.Ele também declarou que todo o céu e cada partícula de máteria pertencente ao universo eram formados a partir de um quinto elemento, chamado por ele de "aether" (também transliterado como "éter"), o qual era supostamente leve e "incorruptível". O éter também era conhecido pelo nome de "quintessência" literalmente, "quinta substância".

Substâncias pesadas como o ferro e os metais eram consideradas como constituídas principalmente pelo “elemento” terra, numa quantidade limitada de matéria proveniente de outros elementos. Já outros objetos menos pesadas e/ou densos foram pensados como sendo menos terrestres, compostos por uma mistura mais intensa de outros elementos. Os seres humanos seriam constituídos de todas as substâncias, com exceção do éter, mas a proporção relativa entre os elementos era única para cada pessoa, não havendo nenhuma quantidade padrão para cada uma, dentro do corpo humano de cada pessoa.

Dinâmica

Aristóteles defendia que cada um dos quatro elementos mundanos buscava uns aos outros e se aglomerava, e que era preciso impedir que esta busca por elementos similares fosse interrompida, o que era tão natural como dois imãs que se repeliam ou a chuva caindo das nuvens.Também era ensinado que os objetos e a matéria só poderiam se mover enquanto houvesse uma forma de energia forçando-o em uma determinada direção. Por esta razão, se todas as forças aplicadas na Terra fossem eliminadas, como no lançamento de uma pedra, então nada poderia se movimentar.Aristóteles propôs a idéia de que flechas e outros objetos criavam um tipo de vácuo que os forçavam para frente, o que era consistente com a sua visão do movimento como uma interação do objeto com o meio no qual se move.

O vácuo é um lugar isento de qualquer substância, e uma vez que Aristóteles afirmou que o estado de movimento exige a presença de um meio, ele chegou à conclusão de que o vazio era um conceito incompreensível. Aristóteles acreditava que o movimento de um objeto era inversamente proporcional à densidade do meio. Quanto mais rarefeito o meio, mais rápido é o movimento. Se um objeto está se movendo no vazio, Aristóteles acreditava que ele se moveria infinitamente veloz, de modo que a matéria preencheria imediatamente qualquer vazio gerado atrás do corpo.

A gravidade

(Parte 1 de 2)

Comentários