Curso Gestão Industrial e Governança Ambiental Urbana

Curso Gestão Industrial e Governança Ambiental Urbana

Ecologia Industrial -Agronegócio Industrial Gerenciamento de Projetos –QVT -

Produção –P C P -Tecnologia Industrial

Economia Industrial

-Higiene Ocupacional Compliance Empresarial

- PPHO- BPO Gestão Ambiental nas Cidades

Prof. Eng. Karlos Ribas

Engenharia Econômica

Logística Empresarial

Gestão Ambiental nas Cidades

Governança Ambiental URBANA

Política de Gestão Urbana

Performance Ambiental

Responsabilidade Corporativa Ambiental

Compliance Ambiental

Gestão Ambiental Urbana

LOCAL: Rua Haddock Lobo, 369 –Tijuca.

MATERIAL DO CURSO: Certificação e DVD (Conteúdo). VAGAS: 30 .

PLANO DE Investimento:

E-mail: ctcatbrasil@gmail.com Cel (Zap): 9 9265.4017

PÚBLICO ALVO: Profissionais Técnicos (Meio Ambiente; Segurança do Trabalho; Petróleo e Gás etc...);

QSMS (Qualidade, Segurança do trabalho, Meio Ambiente e Saúde Ocupacional); Engenharia de

Graduação; Engenharia de Pós - Graduação; Geografia; Ciências Biológicas; Gestão Ambiental;

Outros

Tecnólogos; Profissionais Liberais; Mestres e/ou Mestrandos; Estudantes Universitários e/ou Técnicos; Gestão Ambiental nas Cidades

Mini Currículo Profissional Mini Currículo Profissional

I. Gestão Industrial

I. Gestão Industrial

IAdministração da Produção e Tecnologia Industrial.
ICompliance Empresarial (PCP ).
IEmpreendedorismo e Economia Empresarial Industrial.
IVGestão de Pessoas, Liderança e Competências na Empresa.
VEcologia e Agronegócio Industrial.

GESTÃO INDUSTRIAL VI.Engenharia Econômica e Logística Empresarial (BPO).

VII.Higiene Ocupacional (PPHO) e Qualidade de Vida no Trabalho (QVT).

VIII. Gerenciamento de Projetos Industriais. Parte 02

Parte 01

BPO: Business Process Outsourcing PPHO: Procedimentos Padrão de Higiene Operacional

Fluxograma Organizacional

Engloba:

•Os Processos de Fabricação; e •Atuação nas Organizações. Objetivando a Melhoria da Qualidade da Produtividade.

Será responsável: •Por Aplicar; Desenvolver e Difundir Tecnologias.

Dentro da Gestão de Processos de Produção de Bens e Serviços. Procura sempre:

•A Ação Empreendedora. Para sobreviver à Competitividade do Mercado de Trabalho.

I.Administração da Produção e Tecnologia Industrial.Parte 01 I (A) administração da Produção (importância).

Input Entrada de Matéria -Prima

Output Saídado Produto Final

Administração da Produção

Administ raçã o da P

rodução

Necessidades

MRP -Planejamento de de Materiais

Material Requirements Planning

Material Planning

Fluxograma administraçãoda Produção

I ( b ) Tecnologia Industrial (importância).

Tem como finalidade:

•O Aumento da Produtividade; •A Redução dos Custos de Produção; e

•A Certificação da Qualidade Final. Dos Produtos Fabricados pela Indústria.

Será necessário:

•O Conhecimento das Particularidades de cada Etapa do Trabalho; •O Funcionamento das Linhas de Produção Automatizadas; e

•Os Softwares de Funções Administrativas.

OutputInput

Matéria -PrimaSaídado Produto Final

Gestão do Meio Ambiente industrial

Gestão da Segurança do Trabalho Industrial

INDÚSTRIA 4.0 -Automação Industrial TECNOLOGIA INDUSTRIAL

I. Compliance Empresarial

Plano de Controle e Planejamento (PCP)

Funções do PCP:

oDefinição das quantidades a produzir; oGestão de Estoques; oEmissão de Ordens de Produção;

oProgramação das

Ordens de Fabricação; oAcompanhamento da Produção etc...

Plano de Controle e Planejamento ( PCP ) Plano de Controle e Planejamento ( PCP )

Plano de Controle e Planejamento ( PCP ) Plano de Controle e Planejamento ( PCP )

I ( a ) Empreendedorismo

I. Empreendedorismo e Economia Industrial Industrial?

questionam a realidade

▪Empreendedores

▪Fazem acontecer a evolução

partes do Brasil e do mundo

todos os dias, em todas as

▪Buscam inovar e solucionar problemas de outras

pessoas; de outras empresas ou de toda a sociedade.

▪Um Empreendedor e seu novo negócio promovem um grande desenvolvimento.

Industrial o Indústria Primária: indústria primária é o termo usado para descrever organizações que estão envolvidas com o desenvolvimento e produção de materiais brutos.

Exemplo: carne, grãos, minerais e madeira.

o Indústria Terciária: A indústria terciária é o campo dos serviços industriais que fornece o transporte ou financia os serviços de manufatura e a extração de materiais brutos.

oIndústria Secundária: Indústrias secundárias estão envolvidas em manufaturar bens.

Ela é geralmente usa tecnologias no desenvolvimento e na criação de mercadorias. Exemplo: Industrialização em geral.

I ( b ). Economia Industrial: Atividades Industriais

Em uma Economia Industrial, o primeiro ponto que deve ser abordado é a estrutura sistêmica, ou a interconexão que existe entre as diversas partes da Economia.

A Economia de Transformação e a Economia de Beneficiamento estão interligadas, devido às necessidades que existem de : • ( A ) matérias-primas e insumos; ( B ) Técnicas de comercialização que estão no setor serviços de um país.

Economia Industrial: PIB ( Produto Interno Bruto ) Classificação das Atividades Econômicas

IV. Gestão de Pessoas e Liderança / Competências.

Área de Gestão de Pessoas: Principais Tópicos 1. Gestão do Conhecimento e de Competências;

2. Autodesenvolvimento;

3. Formação e Desenvolvimento de Equipes;

4. A Importância do Processo de Comunicação;

5. Processo Motivacional e Gestão de Desempenho.

Fluxograma 05 Pilares

Gestão de Pessoas: Objetivos Gestão de Pessoas: Objetivos

É um Processo de Organização e Distribuição do saber coletivo da empresa. Faz com que a Informação certa chegue à pessoa certa na hora certa.

•Ativos intelectuais são hoje tão importantes quanto os Ativos Físicos e Financeiros.

•Quando as Pessoas deixam a Organização, seus Conhecimentos e Experiências vão com elas.

• Um Sistema de Gestão do Conhecimento bem planejado torna a Organização mais eficiente.

•Competências sobre Processos: Os conhecimentos sobre o processo de trabalho. •Competências Técnicas: Conhecimentos específicos sobre o trabalho que deve ser realizado.

•Competências sobre a Organização: Saber organizar os fluxos de trabalho.

•Competências de Serviço: Aliar a competência técnica à pergunta: Qual o impacto que este produto ou serviço terá sobre o consumidor final ?

• Competências Sociais: Incluir atitudes que sustentem os comportamentos das pessoas. Exemplo: Autonomia; responsabilização; comunicação etc..

1a. Gestão do Conhecimento. 1b. Gestão do Competências em uma Organização:

. Estimular, orientar e apoiar o desenvolvimento do lideradoAlgumas Ações Corretivas:

Entre as atribuições de Gestão de Pessoas, está a Formação; a Atualização e o Desenvolvimento da Equipe. Sendo o Líder responsável por: . Orientar e providenciar o treinamento necessário para os membros da equipe; . Acompanhar as atividades executadas, avaliando resultados e orientando a correção de desvios; 2. Autodesenvolvimento.

Em uma equipe, ao contrário de um grupo, os membros têm que depender da cooperação dos elementos do grupo para alcançar suas metas.

Segundo Peters (1987), as equipes inevitavelmente obtêm melhores resultados que uma coleção de indivíduos.

Como os membros da equipe compartilham recursos e divulgam informação, as equipes coordenadas experimentam maior produtividades, usam recursos mais efetivamente e resolvem problemas melhores que os indivíduos.

Um grupo de pessoas não é uma equipe. O que caracteriza uma equipe é o alto grau de interdependência dos componentes, direcionada para a realização de uma meta ou tarefa.

As pessoas concordam sobre uma meta e concordam que a única maneira de atingi-la é trabalhar em conjunto (Albino, 1999).

Neste contexto, a equipe de trabalho gera uma sinergia positiva; ou seja, o nível de desempenho é maior que a soma dos esforços individuais (Robbins, 1999).

3. Formação e Desenvolvimento de Equipes.

4. A Importância do Processo de Comunicação (Organização).

oSobrevivência de uma Empresa no Mercado de Trabalho atual. ✓Precisa acompanhar o Processo acelerado de mudanças o qual vem sofrendo.

Abala a Estrutura Organizacional da empresa.

oA Comunicação Interna (Endocomunicação):
São ferramentas utilizadas para unir os interesses dos empregados e da Organização

✓É um processo de trocas e relacionamentos dentro de uma Organização. É realizado através da troca de informações e do estimulo ao diálogo.

✓A Comunicação Interna faz com que o funcionário se sinta importante
Proporciona –lhe a oportunidade de adquirir um conhecimento sistémico do processo
Amplia sua visão com relação a Organização em que trabalha

✓As Organizações estão inseridas num marcado cada vez mais competitivo.

A Comunicação Interna tem uma função importante, já que contribuem com a circulação de novas informações. Além do mais, capacita osfuncionários para os novos desafios.

TIPOS DE COMUNICAÇÃO -Organização TIPOS DE COMUNICAÇÃO -Organização

5. Processo Motivacional e Gestão de Demandas ( Organização ). 5a. Processo Motivacional –Organização

5b. Gestão de Desempenho na Organização. 5b. Gestão de Desempenho na Organização.

o Características: ✓Visa prevenir a poluição pela redução da demanda de matérias primas e energia;

✓Visa à diminuição da devolução de resíduos e poluentes à natureza.

✓ Busca a utilização de matérias primas e energia em ciclos fechados entre sistemas industriais;

✓ Quando não for possível a eliminação de resíduos, possibilita aos meios naturais o seu processamento.

V. Ecologia e Agronegócio Industrial. Parte 02

Ecologia Industrial aborda, a Interação da indústria e do Meio Ambiente buscando a minimização destes Impactos Ambientais.

Ecologia do Meio Ambiente Industrial Ecologia do Meio Ambiente Industrial

A Ecologia Industrial oferece o conceito da circulação de matéria prima entre unidades produtivas.

Um material deixa de ser resíduo pela sua valorização como matéria prima, para a obtenção de novos produtos. Neste caso, o resíduo passa a ser tratado como subproduto do processo produtivo.

Grande oportunidade de negócio. Estará produzindo produtos a custos muito mais baixos, já que estará utilizando como matéria prima algo que era visto como descartável. Exemplo: O resíduo de madeira será usado como matéria prima em outro processo produtivo.

A Ecologia industrial desempenha um grande papel na resolução de questões como: a) O aquecimento global; b) Do desmatamento das florestas; e c) Da poluição de rios e mares.

o Porque:

✓ Leva em conta como os processos de manufatura estão afetando o meio ambiente; e ✓ Como os resíduos e subprodutos podem ser eliminados de uma forma adequada e mais segura.

A g r o i n d ú s t r i a -M i l h o e S o j a

V ( b ). Agronegócio Industrial. Parte AnimalParte Agrícola

Brasil oárea plantada com grãos (37%) –produção (176%)

CRESCIMENTO da

oCaracterísticas e Diversidades (Agronegócio):

✓É atividade de capital intensivo. ✓Exige máquinas e equipamentos;

✓Insumos caros e sofisticados;

✓Crescente emprego de tecnologia (agricultura precisão);

oAgronegócio no Brasil

(Condições favoráveis):

✓ Disponibilidade de terras agricultáveis

(atualmente apenas 7,3 % da área total é utilizada);

✓Abundância de água;

✓Tecnologia de ponta;

✓ Luminosidade;

✓Clima favorável;

✓ Solo.

oDesafios a serem vencidos:

✓Infraestrutura e logística; ✓Legislação tributária complexa;

✓Recursos financeiros inadequados;

✓ Gestão empresarial;

✓Mão de obra;

✓Concentração em grandes empresas.

oA Importância do Agronegócio no Brasil:

✓Grande participação no Produto Interno Bruto; ✓Cria por volta de 37% de todos os empregos do país;

✓Responde por aproximadamente 39% das exportações;

✓Saldo comercial de aproximadamente 79 bilhões de dólares em 2012;

✓Aproximadamente 30% das terras brasileiras são utilizadas para agropecuária;

✓Aproximadamente 61% do território ainda é coberto por matas originais.

A g r o n e g ó c i o I n d u s t r i a l

Agronegócio Industrial Agronegócio Industrial

Fatores daProdução Engenharia Econômica

o Decisões “Make or Buy”: Algumas empresas precisam decidir entre: ( a ) Comprar certa peça; ou

( b ) Fabricá-la em suas dependências.

É necessário ter Noções de Payback e Custos envolvidos na produção;

o Decisões de investimento: Para avaliar investimentos usam-se, entre outros, os conceitos de Taxa de Retorno; o Comparações de alternativas: Há diferentes métodos para analisar e decidir entre projetos, por exemplo; oAquisição de equipamentos:Ao decidir comprar ou não equipamentos, é útil saber: ( a ) O preço. ( b ) As taxas de depreciação. Dos produtos considerados.

VI ( b ). LOGÍSTICA EMPRESARIAL VI ( b ). LOGÍSTICA EMPRESARIAL

BPO: Business Process Outsourcing

É a terceirização de Processos de negócios que usam intensamente a Tecnologia da Informação.

Também é classificado como um serviço de tecnologia da informação ou ITES, sigla em inglês.

Dada a proximidade do BPOà indústria da tecnologia de informação.

Disciplina focada no Reconhecimento; Avaliação e Controle de Elementos Ambientais relac ionados ,ao local de trabalho, que podem afetar à Saúde do Trabalhador.

o HIGIENE OCUPACIONAL (DIVISÃO):

a. Antecipação do risco; b. Reconhecimento do risco; c. Avaliação do risco; d. Controle do risco.

o RISCOS OCUPACIONAIS (TIPOS): a. Riscos Físicos (Grupo 1); b. Riscos Químicos (Grupo 2); c. Riscos Biológicos ( Grupo 3); d. Riscos Ergonômicos (Grupo 4); e. Riscos Mecânicos (Grupo 5)

GMP –Good Manufacturing Practices = Boas Práticas de Fabricação Indústria de Alimentos S.A

PPHO: Para parte do programa de BPF (Boas Práticas de Fabricação) foram exigidos os Procedimentos Padrão de Higiene Operacional

(PPHO) que devem ter:

•Detalhamentos de Procedimentos de

Monitorização; •Ação corretiva;

•Registros e verificação.

HIGIENE OPERACIONAL INDUSTRIAL PPHO –Procedimentos Padrão de Higiene Operacional

Preservando sua qualidade e integridade por meio da higiene, antes durante e depois das operações industriais.

Visando estabelecer a forma rotineira pela qual o estabelecimento industrial evitará a contaminação direta ou cruzada e a adulteração do produto.

Indústria de Alimentos S.A

VII(b).QUALIDADEDEVIDANOTRABALHO(QVT): VII(b).QUALIDADEDEVIDANOTRABALHO(QVT):

Gerenciamento de Projetos Industriais Gerenciamento de Projetos Industriais

Fluxograma de Projetos Gerenciamento de Projetos Industriais

ROTEIRO DAS ETAPAS DE PROJETOS INDUSTRIAIS Parte 01 -Inicial

Parte 02 -Intermediária ROTEIRO DAS ETAPAS DE PROJETOS INDUSTRIAIS

ROTEIRO DAS ETAPAS DE PROJETOS INDUSTRIAIS Parte 03 -Final

Comentários