Analise Ergonomica

Analise Ergonomica

(Parte 1 de 2)

JULIO SERIO DE ESPINDULA FILHO ME Rua 29 de Março, 319, centro, São João do Itaperiu

INTRODUÇÃO2
APLICAÇÃO3
DOSIMETRIA DE RUÍDO3
TEMPO DE EXPOSIÇÃO3
EQUIPAMENTOS UTILIZADOS4 / 5 / 6
AVALlAÇÃO ERGONOMICA7
CONDIÇÃO ERGONÔMICA BIOMECÂNICA7
PARA PEQUENAS MELHORIAS NOS POSTOS DE TRABALHO7
MELHORIAS SUGERIDAS8
CONDIÇÃO DO TRABALHO NO LOCAL9 a 18
CONSIDERAÇÕES FINAIS18

A empresa JULIO SERIO DE ESPINDULA FILHO ME, CNPJ 72.108.129/0001- 29, com endereço comercial na rua 29 de Março, 319, centro de São João do Itaperiu, CEP 8.395-0, apresenta conforme solicitado a Análise Ergonômica sobre a colheita de Pinus reflorestado na área de plantio pertencente a empresa COMFLORESTA CIA CAT DE EMPREENDIMENTOS, CNPF 84.721.224/0005-06, na estrada Tibagi, s/nº, distrito Tibagi, CEP 89.270-0, Guaramirim/SC.

A presente analise ergonômica foi realizada com o objetivo de apresentar as condições de trabalho das atividades de extração de madeira e consequente obtenção de subsídios para a adequação das condições e dos postos de trabalho analisados, para cumprimento da Portaria n e 3.751/90 do Ministério do trabalho referente à Norma Regulamentadora NR-17 (Ergonomia).

Razão Social

JULIO SERIO DE ESPINDULA FILHO ME - CNPJ 72.108.129/0001-29 Endereço rua 29 de Março, 319, centro, São João do Itaperiu

Atividade Principal no local analisado - Extração de madeira de pinus reflorestado Grau de Risco de Acidentes - Anexo V do Regulamento da Previdência Social - 0210-1/07

7:0- Início do expediente
8:45- Intervalo para o café
9:0- Volta ao expediente após o café

Grau de Risco: (NR 4): 03 Quadro I NR05: C-20 Quantidade máxima de funcionários - 07 Homens – Maiores de 18 anos CIPA: Não CNAE: 46.71-1 Horário de trabalho administrativo Segunda-feira a Sexta-feira 12:0 - Intervalo para o almoço 13:0 - Volta ao expediente após o almoço 15:45 - Intervalo para o café 16:0 - Volta ao expediente após o café 18:0 - Final do expediente

Total de horas trabalhadas= 9:70 horas

Total de horas dos intervalos = 1:30 horas

APLICAÇÃO A AE — Analise Ergonômica será aplicada aos GHE — Grupos Homogêneos de Exposição referenciados no PR-5400.O-6300-980-ZDK-008 PPRA — Programa de Prevenção a Riscos Ambientais formados por trabalhadores com atividades, condições de trabalho e “modus operandi" similares".

I HP Operador de caminhão Ruído

Operador de Forwarder / Haverster

Garra Traçadeira Ruído / Vibração

I HP Operador de trator

Ruído / Vibração / queda tombamento

IV HI Operador de Moto Serra Ruído / Vibração / Rebote/

Ergonômico / químicos (gases)

HP = Habitual e

Permanente A EXPOSIÇÃO OCORRE TODOS OS DIAS DA SEMANA, DURANTE TODA A JORNADA DE TRABALHO.

HI – Habitual e

Intermitente A EXPOSIÇÃO OCORRE DE 2 A 3 VEZES NA SEMANA EM PEQUENOS INTERVALOS

Avaliações Ambientais Quantitativas de Campo – período de 23/10/2017 e 27/10/2017. DOSIMETRIA DE RUÍDO

AVALIAÇÃO NEM dB(A) Nível de Ação Db(A)

Para as medições de ruídos foi utilizado o dosímetro da marca Instrutherm, modelo

RS-232 DOS-500. Para análise dos dados foi utilizado um software padrão que acompanha o produto e também de marca e patente da empresa Instrutherm.

Para as medições pontuais foi utilizado o decibelímetro também da marca

Instrutherm, modelo THDL-400. As medições foram realizadas na altura do ouvido esquerdo do trabalhador, e extraídas diretamente do visor do equipamento. Foi utilizado o nível de resposta Slow e a curva “A.

Caminhão Axor 2831/2007 - Garra Traçadeira EC140BLC/2013 - Volvo

Haverster Volvo EC220DL/2017

O tempo de exposição diário dos operadores foi avaliado de acordo com os níveis de ruído determinados pela Norma regulamentadora nº 15 - Atividades e Operações Insalubres (MTE, 1978).

GERENCIAMENTO DOS RISCOS CONFORME NRs:

PR - 5400.O-6300-980-ZDK 031- PCA - Programa de Conservação Auditiva R - 5400.O-6300-980-ZDK 032 - PPR - Programa de Proteção Respiratória NR-17 – Ergonomia - NR-20 – Líquidos Combustíveis e Inflamáveis - NR-21 – Trabalho a Céu Aberto – NR 31 Segurança e saúde no trabalho exploração florestal, entre outros.

AVALlAÇÃO ERGONOMICA

Em levantamento realizado no período de 23/10/2017 e 27/10/2017, após levantamento de dados com os trabalhadores e por observações e Check list de Couto, foi constatado que a referente analise teve os seguintes resultados:

CONDIÇÃO ERGONÔMICA BIOMECÂNICA Baixo risco – Fator biomecânico pouco significativo. (Não necessita de providências) PARA PEQUENAS MELHORIAS NOS POSTOS DE TRABALHO

EQUIPAMENTO MELHORIAS 1 Caminhão Axor 2831/2007 (terceirizado) Satisfatória 2 Forwarder 890.3/2009 Satisfatória 3 Trator Valtra 785/2006 1* Proteções laterais 4 Garra traçadeira EC140BLC/2013 - Volvo Satisfatória 5 Haverster Volvo EC220DL/2017 Satisfatória 6 Moto serra – Stihl Mod. 385 2* EPIs adequados,

1* Tratores Proteções tipo grade nas laterais, traseira e frente conforme exemplo:

2* EPIs adequados Protetor auditivo, capacete de segurança, óculos de segurança, bota impermeável, creme protetor de segurança, luvas de segurança contra agentes mecânicos, avental de raspa, perneira de raspa.

- Manter o uso de protetor auricular CA 16193/26023/35721/12189, durante toda a jornada de trabalho. - Manter o uso de bloqueador solar (FPS 30-50), capacete de segurança CA 26430, durante toda a jornada de trabalho. - Realizar avaliação quantitativa da exposição ocupacional a vibrações de membros superiores. -Efetuar pausa para descanso, intercalando atividade de operação de motosserra com outras atividades. - Adotar o uso de luva de segurança contra vibração.

- Manter o uso de bota impermeável CA 18472 e capa impermeável CA 18165.

- Manter o uso de creme protetor de segurança CA 11070.

- Manter o uso de luvas de segurança contra agentes mecânicos CA 9075 ao manusear madeira; - Manter o uso de avental de raspa CA 26167 e perneira de raspa CA 17136, durante toda a jornada de trabalho. - Manter o uso de óculos de segurança CA 11268/14990, durante toda a jornada de trabalho.

- Realizar as adequações nas máquinas motosserra com relação a proteções e forma de utilização, conforme NR12. - Realizar treinamento de segurança para operação de máquina conforme NR 12 item 12.136. - Realizar treinamento do uso correto dos EPIs e sua importância.

Pontuação % Condição Ergonômica Grau Providências

10 91 – 100 Excelente 0 Não necessita providências

7 a 9 70 – 90 Boa 6 a 5 50 – 69 Razoável 1 Sob Observação (*)

4 a 3 30 – 49 Ruim 2 Necessita estudo detalhado

2 a 0 0 – 29 Péssima

RECOMENDAÇÕES: Risco ergonômico em geral:

A postura inadequada dá-se em função das atividades serem realizadas por muito tempo na posição sentada e curvada, o que pode acarretar problemas de coluna e dores lombares. Recomenda-se que os colaboradores permaneçam na postura correta nestes trabalhos, adotando pequenos intervalos de tempo durante a jornada.

Pontuação Condição Ergonômica Grau Providências

Acima 2 Excelente – baixíssimo risco/ausência riscos biomecânicos 0 Não necessita providências

2 a 19 Boa – baixo risco – fator biomecânico pouco significativo

18 a 15 Mau – alto risco – fator biomecânico significativo 1 Sob Observação (*)

14 a 1 Péssima – altíssimo risco – fator biomecânico muito significativo 2

Necessita estudo detalhado

Uma boa postura é aquela em que o trabalhador pode modificá-la como quiser, o ideal é que ele possa adotar uma postura livre, ou seja uma postura que possa lhe convir em determinado instante. A concepção do posto de trabalho e l ou a concepção da tarefa deve favorecer a mudança de postura, por exemplo a alternância entre ficar em pé e sentado.

Intervenções Preventivas:

Ergonômicas: favorecimento da alternância postural, alívio da força muscular, etc.; Organizacionais: reconcepção do trabalho, introdução de pausas, redução da jornada, enriquecimento de tarefas, adequação de metas, etc.; Psicossociais: integração de gerentes, supervisores e operadores, estímulo à participação no processo de Decisões, etc.,

Anti-Erg. Ergon.

Nº Condição do Trabalhador no Local de Trabalho 0 ponto 1 ponto 1 O corpo (tronco e cabeça) está na vertical? Não Sim 2 Os braços trabalham na vertical ou próximos da vertical? Não Sim 3 Existe alguma forma de esforço estático? Não Sim 4 Existem posições forçadas do membro superior? Sim Não 5 As mãos têm de fazer muita força? Não Sim 6 Há repetitividade frequente de algum tipo específico de movimento? Sim Não 7 Os pés estão apoiados? Não Sim 8 Há esforço muscular forte c/coluna ou outra parte do corpo? Sim Não 9 Há possibilidade de flexibilidade postural no posto de trabalho? Não Sim

10 Há possibilidade de pequenas pausas entre ciclos ou período definido de descanso após certo tempo trabalhado? Não Sim

TOTAL DE PONTOS 7

Pontuação % Condição Ergonômica Grau Providências

10 91 – 100 Excelente 0 Não necessita providências 7 a 9 70 – 90 Boa

6 a 5 50 – 69 Razoável 1 Sob Observação (*)

4 a 3 30 – 49 Ruim 2 Necessita estudo detalhado

2 a 0 0 - 29 Péssima

(*) = correlacionar com possíveis queixas dos trabalhadores se + passa a grau 2 estudo detalhado.

GHE 01: PRODUÇÃO/TRANSPORTE

Cargo/Atividade: Motorista de Caminhão

Setor: Produção/Floresta

Nº. de pessoas nesta Função: 01

Atividades desenvolvidas: Transportar as madeiras do local de extração até a Serraria

Intensidade/concentração: 82,50 dB(A) Nível de ação: 80 dB(A) Tipo de exposição Ruído Contínuo ou Intermitente

Parâmetros legais:

Limite de tolerância de 85dB(A) para 08 horas de exposição diária, conforme o Anexo nº 01 da NR 15.

Fonte(s) geradora(s): Caminhão Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções. Possíveis danos à saúde: Perda Auditiva Técnica de amostragem: Dosimetria conforme NR15 e NHO1

Instrumento utilizado: Dosímetro da marca Instrutherm, modelo RS-232

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho

Tipo de exposição Contínuo Parâmetros legais: Anexo nº 7 da NR 15. Fonte(s) geradora(s): Trabalho a céu aberto - sol Cabine climatizada e coberta

Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde: Variam de queimaduras em nível dermatológico e ocular, câncer de pele.

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho Tipo de exposição Contínuo e ou intermitente Parâmetros legais: Anexo nº 8 da NR 15. Fonte(s) geradora(s): Caminhão Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde:

A exposição ocupacional continuada às vibrações de mãos e braços traz efeitos neurológicos, vasculares e musculoesqueléticos.

Administrativa: Monitorar a saúde do trabalhador através de exames médicos previstos no PCMSO.

Protetor auditivo CA 16193/26023/35721/12189; calçado de segurança CA 25851 / 28474, capa impermeável CA 18165.

EPC: Não se aplica RECOMENDAÇÕES

Manter o uso de protetor auricular CA 16193/26023/35721/12189, durante toda a jornada de trabalho. Manter o uso de bloqueador solar (FPS 30-50), durante toda a jornada de trabalho. Realizar avaliação quantitativa da exposição ocupacional a vibrações de membros superiores.

GHE 02: PRODUÇÃO/TRANSPORTE

Cargo/Atividade: Operador de Forwarder

Setor: Produção/Floresta

Nº. de pessoas nesta Função: 01

Atividades desenvolvidas: coletar as madeiras cortadas. Carregar e transportar até o local de carga do caminhão.

Intensidade/concentração: 84,69 dB(A) Nível de ação: 80 dB(A) Tipo de exposição Ruído Contínuo ou Intermitente

Parâmetros legais:

Limite de tolerância de 85dB(A) para 08 horas de exposição diária, conforme o Anexo nº 01 da NR 15.

Fonte(s) geradora(s): Forwarder Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções. Possíveis danos à saúde: Perda Auditiva Técnica de amostragem: Dosimetria conforme NR15 e NHO1

Instrumento utilizado: Dosímetro da marca Instrutherm, modelo RS-232

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho

Tipo de exposição Contínuo Parâmetros legais: Anexo nº 7 da NR 15. Fonte(s) geradora(s): Trabalho a céu aberto - sol Cabine climatizada e coberta

Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde: Variam de queimaduras em nível dermatológico e ocular, câncer de pele.

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho Tipo de exposição Contínuo e ou intermitente Parâmetros legais: Anexo nº 8 da NR 15. Fonte(s) geradora(s): Forwarder Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde:

A exposição ocupacional continuada às vibrações de mãos e braços traz efeitos neurológicos, vasculares e musculoesqueléticos.

Administrativa: Monitorar a saúde do trabalhador através de exames médicos previstos no PCMSO.

Protetor auditivo CA 16193/26023/35721/12189; calçado de segurança CA 25851 / 28474, capa impermeável CA 18165.

EPC: Não se aplica RECOMENDAÇÕES

Manter o uso de protetor auricular CA 16193/26023/35721/12189, durante toda a jornada de trabalho. Manter o uso de bloqueador solar (FPS 30-50), durante toda a jornada de trabalho. Realizar avaliação quantitativa da exposição ocupacional a vibrações de membros superiores.

GHE 03: PRODUÇÃO/TRANSPORTE

Cargo/Atividade: Operador de trator

Setor: Produção/Floresta

Nº. de pessoas nesta Função: 01

Atividades desenvolvidas: Rebocar as madeiras derrubadas pelo operador de moto serra e retirá-las dos locais de difícil acesso para leva-las até os locais acessíveis.

Intensidade/concentração: 92,20 dB(A) Nível de ação: 80 dB(A) Tipo de exposição Ruído Contínuo ou Intermitente

Parâmetros legais:

Limite de tolerância de 85dB(A) para 08 horas de exposição diária, conforme o Anexo nº 01 da NR 15.

Fonte(s) geradora(s): Trator Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções. Possíveis danos à saúde: Perda Auditiva Técnica de amostragem: Dosimetria conforme NR15 e NHO1

Instrumento utilizado: Dosímetro da marca Instrutherm, modelo RS-232

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho Tipo de exposição Contínuo Parâmetros legais: Anexo nº 7 da NR 15.

Fonte(s) geradora(s): Trabalho a céu aberto - sol Cabine climatizada e coberta

Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde: Variam de queimaduras em nível dermatológico e ocular, câncer de pele.

Técnica de amostragem: Qualitativo/ Inspeção no local de trabalho Tipo de exposição Contínuo e ou intermitente Parâmetros legais: Anexo nº 7 da NR 15. Fonte(s) geradora(s): Trator Meio de propagação /trajetória: Pelo ar ambiente em todos os sentidos e direções.

Possíveis danos à saúde:

A exposição ocupacional continuada às vibrações de mãos e braços traz efeitos neurológicos, vasculares e musculoesqueléticos. MEDIDAS DE CONTROLE EXISTENTE

Administrativa: Monitorar a saúde do trabalhador através de exames médicos previstos no PCMSO.

Protetor auditivo CA 16193/26023/35721/12189; calçado de segurança CA 25851 / 28474, capa impermeável CA 18165.

EPC: Não se aplica RECOMENDAÇÕES

Manter o uso de protetor auricular CA 16193/26023/35721/12189, durante toda a jornada de trabalho. Manter o uso de bloqueador solar (FPS 30-50), durante toda a jornada de trabalho. Realizar avaliação quantitativa da exposição ocupacional a vibrações de membros superiores.

GHE 04: PRODUÇÃO/TRANSPORTE

Cargo/Atividade: Operador Garra Traçadeira

Setor: Produção/Floresta

Nº. de pessoas nesta Função: 01

Atividades desenvolvidas: Arremate das pontas das madeiras e carregar o caminhão

Intensidade/concentração: 84,70 dB(A) Nível de ação: 80 dB(A) Tipo de exposição Ruído Contínuo ou Intermitente

Parâmetros legais:

Limite de tolerância de 85dB(A) para 08 horas de exposição diária, conforme o Anexo nº 01 da NR 15.

(Parte 1 de 2)

Comentários