Beribéri em roraima

Beribéri em roraima

(Parte 1 de 4)

42

FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIOR – FARES

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM - FARES

AGNALDO NINA DOS SANTOS QUEIROZ

FLÁVIO MORINI FILHO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AOS INDÍGENAS DO DSEI-LESTE-RR ACOMETIDOS POR BERIBÉRI DE 2008-2014

BOA VISTA - RR 2016

FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIOR – FARES

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM - FARES

AGNALDO NINA DOS SANTOS QUEIROZ

FLÁVIO MORINI FILHO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AOS INDÍGENAS DO DSEI-LESTE-RR ACOMETIDOS POR BERIBÉRI DE 2008-2014

Monografia apresentada a FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIOR - FARES, Boa Vista - RR, como pré-requisito para obtenção do titulo de bacharel em Enfermagem.

Orientador (a): Profa. JEANES DA SILVA HOLANDA

BOA VISTA - RR 2016

FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIOR – FARES

COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENFERMAGEM - FARES

RESULTADO DA APRESENTAÇAO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO –TCC. Os abaixo assinados Prof. Esp. ___________________________________,

Prof. ____________________________e Prof. ________________________________, após

Seguir o bacharelando: ____________________________________________, por ocasião da

Apresentação do trabalho de conclusão de curso – TCC / relatório regimental, sob o título: ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AOS INDÍGENAS DO DSEI-LESTE-RR ACOMETIDOS POR BERIBÉRI DE 2008-2014 , Para obtenção do grau de Bacharel em Enfermagem, aplicam-se às seguintes notas individuais, abaixo:

Prof. Esp: _______________________________________ (_______)

Prof.:___________________________________________ (_______)

Prof.:___________________________________________ (_______)

MÉDIA FINAL: __________________________________

Estando, portanto o referido discente APROVADO; estando APTO a receber o grau de Bacharel em Enfermagem outorgado pela FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIORFARES, credenciada conforme portaria de reconhecimento do MEC NO 677 de 20 de setembro de 2016.

BOA VISTA – RR, _____de_____________de 2016.

ASSINATURAS:

Prof. a Esp: _______________________________________________

Prof. a ___________________________________________________

Prof. a ___________________________________________________

Prof.a. MASC. Joseneide Viana de Almeida. Coordenadora do Curso de Enfermagem.

Ao Deus vivo que criou todas as coisas. Graças às suas misericórdias, que se renovam a cada manhã e duram para sempre, não fui consumido – mesmo durante os períodos de negligência, quanto aos prazos, na construção deste trabalho.

AGRADECIMENTOS

Agradecemos a nossa orientadora, Profª. . JEANES DA SILVA HOLANDA pela paciência, disponibilidade, dedicação, incentivo e, principalmente, pelo modo acolhedor como me recebeu em todas as nossas reuniões.

Aos professores que compuseram a banca de qualificação, os quais, com suas sugestões, contribuíram com o prosseguimento deste trabalho.

Aos colegas de turma do curso de enfermagem, pelos momentos de tribulações e regozijos compartilhados.

Finalmente, os nossos pais e avós, os quais nos sustentaram com suas orações.

Quem pensa por si mesmo é livre,

E ser livre é coisa muito séria

Não se pode fechar os olhos

Não se pode olhar p’ra trás

Sem se aprender alguma coisa

P’ro futuro”

Renato Russo, “L’aventura”

In: “A tempestade” ou “O livro dos dias”. EMI, 1996.

RESUMO

O Beribéri não constitui uma doença largamente difundida na populaçãoe defini-se como uma patologia incapacitante, relacionada às condições de vida e trabalho, onde majoritariamente adultos jovens são acometidos. É uma doença de natureza carencial, causada por deficiência de tiamina, que apesar de facilmente tratável pode levar a óbito. A deficiência de tiamina causa degeneração de nervos periféricos nos casos graves resulta em lesões cerebrais, sendo a lesão neurológica irreversível. O estudo trata-se de um levantamento bibliográfico retrospectivo junto ao banco de dados do Sistema de Informação a Saúde Indígena – SIASI e tem objetivo descrever a assistência de enfermagem aos portadores de Beribéri em casos notificados de 2008-2014 no DSEI-LESTE-RR, Brasil. O padrão geográfico de ocorrência do beribéri em Roraima com 15 municípios, dos quais 6 apresentaram casos confirmados de Beribéri o que representa 40% do total de municípios do estado. Foram notificados 709 casos e nenhum óbito, a ocorrência de casos concentrou-se em homens jovens na faixa etária de 20 – 59 anos predominantemente do município de Uiramutã com população majoritariamente indígena, representando 97% dos casos. Tal população tem uma dieta alimentar baseada na monotonia alimentar, tendo a mandioca como componente básico da dieta, ressalta-se o excessivo consumo de álcool derivado da fermentação da mandioca “caxiri” substância com ação antitiamina que contribui para o agravamento da doença. A intervenção de enfermagem mais eficaz é promover a educação nutricional como um componente essencial de intervenção. É também de suma importância a capacitação de profissionais em especial enfermeiros, pois medidas de vigilância para a identificação dos casos o mais precoce possível pode evitar sequelas. De grande relevância também é manter o monitoramento até o restabelecimento da saúde. O enfermeiro é o profissional que majoritariamente realiza assistência nessas regiões isoladas de nosso estado sendo o profissional mais habilitado em receber treinamento e gerenciar programas para combater as carências nutricionais em especial o Beribéri nas áreas indígenas.

Palavras Chave:Beribéri, Assistência de Enfermagem, Saúde Indígena, Carência Nutricional.

ABSTRACT

Beriberi is not a widespread disease in the population and has been defined as an incapacitating pathology related to living and working conditions, where young adults are mostly affected. It is a disease of a deficiency nature, caused by deficiency of thiamine, which although easily treatable can lead to death. Thiamine deficiency causes degeneration of peripheral nerves in severe cases results in brain lesions, and neurological damage is irreversible. The study is a retrospective bibliographic survey with the database of the Information System for Indigenous Health - SIASI and aims to describe nursing care for Beriberi patients in notified cases from 2008-2014 in DSEI-LESTE-RR, Brazil. The geographical pattern of occurrence of beriberi in Roraima with 15 municipalities, of which 6 had confirmed cases of Beriberi, which represents 40% of the total municipalities in the state. There were 709 cases reported and no deaths, the incidence of cases was concentrated in young men between the ages of 20 and 59 years, predominantly in the municipality of Uiramutã, with a majority indigenous population, representing 97% of the cases. Such population has a food diet based on food monotony, with cassava as a basic component of the diet, it is highlighted the excessive consumption of alcohol derived from the cassava fermentation "caxiri" substance with antithynetic action that contributes to the aggravation of the disease. The most effective nursing intervention is to promote nutritional education as an essential component of intervention. It is also of paramount importance the training of professionals especially nurses, since surveillance measures to identify cases as early as possible can avoid sequelae. Of great relevance is also to maintain the monitoring until the reestablishment of the health. The nurse is the professional who mostly provides assistance in these isolated regions of our state and is the most qualified professional to receive training and manage programs to combat nutritional deficiencies, especially Beriberi in the indigenous areas.

Keywords: Beriberi, Nursing Assistance, Indigenous Health, Nutritional Deficiency.

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

AIS: Agente Indígena de Saúde

DSEI –LESTE-RR: Distrito Sanitário Especial de Sáude Indígena – Leste de Roraima

EMSI: Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena

SESAI: Secretária Especial de Saúde Indígena

SIASI: Sistema de Informação a Saúde Indígena

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 11

2 REFERENCIAL TEÓRICO 12

2.1HISTÓRIA DO BERIBÉRI12

2.1.2 Teorias Anteriores Sobre Causas e Prevenção 13

2.1.3 Tiamina, a Vitamina Descoberta 13

(Parte 1 de 4)

Comentários