• Como os estados unidos conseguiram tanto dinheiro pra segunda guerra se eles estavam falidos por causa da crise de 1929

    De onde os EUA arranjaram tanto dinheiro para construir uma bomba atômica que custou muito, se os mesmos estavam falidos?

2 Respostas

  • Denis Francisco Denisrow

    Os Estados Unidos entraram na guerra em 1942, somente depois do ataque a base de Pearl Harbor - Hawai em 7/12/1941;

    Os EUA venderam armas aos aliados antes de entrar na guerra;

    A crise de 1929 durou até 1933.

    A guerra começou em 1939.

    http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/crise-1929.htm

    Ao assumir a presidência em 1933, Roosevelt encontrou um país de joelhos.
    Milhões de pessoas passavam fome, todos os bancos haviam falido, e as perspectivas eram as mais sombrias para a indústria e a agricultura.

    Esse quadro desolador foi resultado da crise de superprodução e do crack na Bolsa de Nova York, iniciada em 1929.
    O liberalismo econômico radical, segundo o qual o Estado não deve regular ou intervir na economia, foi o maior responsável pela crise.
    Os presidentes republicanos que o precederam não previram os riscos deste liberalismo e nem demonstraram sensibilidade para com os problemas sociais decorrentes da crise.
    Para contorná-la, Roosevelt apelou para a cartilha democrata e, como conseqüência, não só ajudou a tirar o país da crise como também contribuiu para a evolução do capitalismo.
    Inspirado nas idéias do economista inglês John Maynard Keynes, Roosevelt concebeu o "New Deal" (Novo Trato), um conjunto de medidas econômicas pelas quais o Estado aumentava sua participação na economia, criando uma demanda que, para ser atendida, botava em ação setores da economia antes paralisados pela crise.

  • Renato Neubert de Souza Renatorow

    Interessante sua questão, a preocupação sua em compreender a escalada econômica dos Estados Unidos nos anos que precederam a Segunda Guerra Mundial, que permitiram sua participação no conflito. Os Estados Unidos entraram na guerra porque foram agredidos pelo Japão. Mas você nunca se perguntou como foi a escalada econômica da Alemanha no mesmo período? E da Russia? Todos estes países também foram afetados, e muito, pela crise de 1929.

    A Alemanha tentava se reconstruir após a derrota na Primeira Guerra Mundial sob o peso insustentável do Tratado de Versalhes, "A Paz Ditada". O Tratado de Versalhes foi redigido unilateralmente pelos aliados vencedores da guerra, sem a presença da Alemanha e da Austria-Hungria. Continha 440 artigos, dos quais pelo menos 417 puniam a Alemanha. Em julho de 1929 um dólar valia por um milhão de marcos alemães. Em novembro do mesmo ano, o mesmo dólar valia então dois trilhões e meio de marcos alemães. Isso era a inflação alemã nesse período. Vale lembrar que a Alemanha esteve bem perto de vencer a Segunda Guerra. Tivesse ela esperado um pouco mais, seu desenvolvimento tecnológico permitiria o geração de novas armas que garantiriam essa vitória, entre elas a turbina aeronáutica, o motor foguete e a bomba atômica.

    E a Russia? Essa nem se fala. O exercito russo de Primeira Guerra era chamado "o exercito do Czar". Muitos soldados russos iam a front de combate de mãos vazias na expectativa de tomar o fuzil do companheiro que caísse. Foram massacrados aos milhares, até a participação russa na guerra se tronar impopular e insustentável. A Primeira Guerra acabou na Russia com a Revolução Bolchevique em 1917 e com o Tratado de Brest-Litovsky com a Alemanha, que foi revisto no Tratado de Versalhes.

    Cumpre lembrar que quem de fato derrotou a Alemanha na Segunda Guerra foi a Russia, que para isso teve mais perdas que o resto do mundo somado. Este barulho que os americanos fazem em cima do Dia-D, 06/06/1944, não passa de pura propaganda ideológica. Em 06/06/1944 a guerra no front oriental já estava totalmente decidida em favor dos russos. Coube à inteligencia britânica o préstimo inestimável de impedir que os alemães chegassem à bomba atômica, destruindo três carregamentos de água pesada alemães. O objetivo último do desembarque da Normandia pelos anglo-americanos foi ocupar o máximo possível de Europa antes da chegada do Exército Vermelho. Os russos perderam 20 milhões de pessoas identificadas, chineses 8 milhões, poloneses 4 milhões, alemães 4 milhões, judeus 6 milhões, não judeus em campos de extermínio nazistas 1 milhão.